O que é o ponto g da mulher? Saiba mais sobre ele

4 minutos para ler

O alcance do ponto G da mulher é uma busca incessante de muitos casais que desejam apimentar a relação. Afinal de contas, há uma grande expectativa dessa zona erógena intensificar o orgasmo feminino e garantir uma noite inesquecível e cheia de prazer. De fato, ela pode oferecer sensações muito prazerosas.

Antes que eu me esqueça, preciso dizer que o ponto G fica na vagina e só aparece quando a mulher está excitada. Nessa situação, ele dilata, momento propício para ser estimulado. Por isso, preliminares no sexo são essenciais para incitar essa zona erógena.

Neste post, explico o que é o ponto G da mulher, como ele garante mais prazer e se existe alguma técnica para descobri-lo. Saiba as respostas!

O que é o ponto G da mulher?

A melhor forma de alcançar mais prazer com algo “novo” é conhecê-lo bem e saber como funciona. O ponto G da mulher fica na parte da frente da vagina, logo atrás do osso púbico. Dependendo do tamanho do canal vaginal, ele pode estar mais perto da entrada ou do colo do útero.

Quando uma mulher está excitada, o fluxo sanguíneo da região genital é muito intenso. Por isso, o clitóris fica mais inchado, os lábios irrigados e há mais contrações das paredes vaginais para estimular a produção de lubrificante natural. O ponto G torna-se mais visível e sensível ao toque.

Repleto de terminações nervosas, ele garante novas sensações para as mulheres e pode ser estimulado tanto com os dedos quanto com o pênis ou com brinquedos eróticos, como vibradores específicos para a região. Usando sua criatividade e entregando-se ao momento, é possível ter uma noite inesquecível.

Como o ponto G garante mais prazer?

Costumo dizer que o ponto G é uma zona erógena querida pelas mulheres. Afinal, existe uma certa fantasia por ele estar “escondido” e só aparecer quando nos sentimos excitadas. Isso, sem dúvida, torna tudo ainda mais provocante e deixa o sexo muito mais gostoso.

Outra boa notícia é que existem muitas formas de brincar com a região e sentir mais prazer com seu parceiro. O uso de vibradores, assim como preliminares com as mãos e até mesmo durante a penetração, são exemplos disso. O momento pode ser acrescido de outras brincadeiras para levar você a altos níveis de orgasmo, por que não?

Quer uma dica? Invista na estimulação clitoriana junto com o toque no ponto G. Você vai ficar cada vez mais excitada e poderá chegar até mesmo ao orgasmo múltiplo. A brincadeira pode começar logo nas preliminares para deixar a penetração ainda mais gostosa e prazerosa para os dois.

Existe alguma técnica para descobrir o ponto G?

Da mesma forma que a brincadeira para encontrar o ponto G da mulher pode ser divertida para algumas pessoas, para outras pode se tornar incômoda. Se esse for o seu caso, não se preocupe. Existem técnicas que auxiliam você e seu parceiro a encontrarem mais facilmente essa fonte de prazer.

Além da masturbação feminina, o homem pode utilizar o dedo indicador e médio, juntos, para estimular o ponto. Com movimentos de “vem cá”, ele consegue atingir o ponto com facilidade. A dica é continuar com o movimento e alternar a pressão e a rapidez para levar a mulher a outros níveis de prazer.

Além disso, existem posições que facilitam o toque no ponto G durante a penetração, como:

  • força G: mulher pode ficar deitada, com os joelhos perto do peito, e o homem por cima;
  • borboleta: mulher pode ficar deitada em uma superfície plana e com o quadril elevado, prendendo as pernas ao redor da cintura do parceiro;
  • ela por cima: com os joelhos ou pés apoiados na cama, é possível controlar os movimentos;
  • na parede: os dois devem estar em pé e a mulher precisa apoiar-se nas pernas do homem e manter o quadril um pouco acima.

Percebe como o ponto G da mulher é uma excelente zona erógena para ter um sexo de tirar o fôlego? Podendo ser estimulado nas preliminares e na penetração, ele garante uma sensação enlouquecedora para o casal. Só é preciso realizar os movimentos apropriados e investir nas posições certas para alcançá-lo. Será tão inesquecível que você vai querer repetir sempre.

E aí, gostou das dicas? Se sim, permaneça no blog e descubra a diferença entre estimulador feminino e vibrador!

Posts relacionados

Deixe um comentário